Nara Leão: uma biografia é um dos títulos lançados na versão e-book pela Lazuli. Já disponível nas lojas digitais, a biografias integra a obra de um dos maiores pesquisadores da MPB no país, o escritor e jornalista Sérgio Cabral.

Especialista em história da música popular brasileira, o jornalista e escritor Sérgio Cabral compõe um relato da vida da cantora Nara Leão, voz que não apenas esteve na linha de frente dos principais momentos da moderna música brasileira, mas também se engajou como poucas na política de seu tempo.

CONFIRA UM TRECHO DO LIVRO:

Em suas entrevistas e depoimentos, raramente deixou escapar a revelação de um trauma de infância. Numa entrevista ao Estado de Minas, em 1987, ela confessou que procurara a psicanálise pela primeira vez porque era “uma adolescente um pouco problemática, muito tímida e com um monte de problemas existenciais”. Não há dúvida de que também se sentia intimidada pela exuberância da irmã Danuza (sua madrinha). O padrinho era o tio Geyer Lofego, irmão de sua mãe), que, aos 16 anos de idade, era a mais famosa modelo brasileira, chegando a desfilar para Jacques Fath, o figurinista francês que, nas décadas de 1940 e 1950,encantou o mundo com as suas criações. “Você quer saber como era Nara Leão?”, perguntou o jornalista João Luís de Albuquerque, um amigo do tempo da adolescência. “Faça uma pesquisa completa da biografia, da personalidade e do temperamento de Danuza Leão. Nara era exatamente o contrário”, ele mesmo respondeu. A visão que tinha da irmã mais velha era comentada com bom humor pela caçula, quando a descrevia como ‘loura de olhos azuis’, embora Danuza não fosse loura nem tivesse olhos azuis (…)