Neste fim de semana, que tal ir para alguma praça ou parque da cidade de São Paulo e levar seu livro como boa companhia?

Confira algumas dicas do Guia da Folha SP e boa leitura!!

ZONA OESTE

Parque Villa-Lobos 
Ocupando uma área de cerca de 730 mil metros quadrados, o parque tem ciclovia, quadras, playground e bosque. Quem quer fazer um piquenique pode se concentrar embaixo de um dos quiosques cobertos ou se sentar nos gramados e curtir um programa mais “raiz”. Dá para levar qualquer tipo de comida, menos churrasco, que é proibido no local. Também é vetado qualquer tipo de mobiliário, como mesas, cadeiras e tendas. Para evitar problemas, melhor levar só a toalha mesmo.
Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2.001, Alto de Pinheiros, região oeste, tel. 2683-6302. Seg. a dom.: 5h30 às 19h. Estac. a partir de R$ 5. 

Praça Victor Civita 
Preparou tudo, mas choveu? Para não perder o piquenique, uma opção é se abrigar nos deques cobertos da praça Victor Civita. Todo calçado, o local só permite animais em um espaço reduzido de paralelepípedos na entrada. Na grama, nem humanos pisam. Apesar de ser um bom lugar se o clima não colaborar, as condições da praça não estão muito boas: algumas das tábuas do deque estão quebradas, e o local não recebe manutenção há mais de um ano, desde que os antigos patrocinadores cortaram a verba destinada à conservação.
R. Sumidouro, 580, Pinheiros, região oeste, tel. 3031-3689. Seg. a dom.: das 6h30 às 19h.

Parque da Água Branca
Com programação extensa incluindo feiras gastronômicas, cursos e atividades infantis, o parque é uma boa opção para os dias mais ensolarados, já que é repleto de árvores que amenizam o clima e criam vários espaços com sombra. Tem área exclusiva para piqueniques, com bancos, mesas e iluminação. Enquanto matam a fome, os visitantes ouvem os galos e galinhas que vivem por ali (e podem estar de olho no seu banquete).
Av. Francisco Matarazzo, 455, Água Branca, região oeste, tel. 3875-2625. Seg. a dom.: 6h às 20h. Aquário: R$ 3. Estac. a partir de R$ 5 (r. Dona Ana Pimentel, s/nº).

 

Praça Horácio Sabino 
Os gramados bem cuidados e bem aparados da praça, que se estendem ao longo de uma escadaria central, são bastante disputados no fim de semana por famílias e grupos de amigos. O local é muito procurado para festas de aniversário. Como donos de cachorro levam seus bichinhos para passear por ali sem coleira, é bom verificar se os convidados do piquenique se sentem confortáveis com animais. Para quem não quiser colocar a toalha no chão, a praça tem muretas de pedra que podem fazer as vezes de mesa. Vá preparado e leve toda a comida de que precisar: a área é residencial e desassistida de lanchonetes e supermercados.
Pça. Horácio Sabino, s/nº, Pinheiros, região oeste, s/ tel. Seg. a dom.: 24 horas.

Praça das Corujas 
Revitalizada pela própria comunidade, a praça que beira o córrego das Corujas conta com um espaço tranquilo para caminhadas entre as árvores frutíferas e um belo espaço de área verde para estender a toalha. Se quiser levar bichos, tudo bem: os animais são mais que bem-vindos no local, desde que sejam comportados. Também é permitido fazer churrasco, se você levar a própria churrasqueira. O espaço conta ainda com uma horta comunitária, de onde os frequentadores podem pegar o que quiserem. Só fica o convite para que tragam alguma coisa de volta.
Av. das Corujas, 39, Sumarezinho, região oeste, tel. 3095-9536. Seg. a dom.: 6h às 22h.

Largo da Batata 
Cercada por prédios e localizada em plena avenida Brigadeiro Faria Lima, em Pinheiros, a praça pode não ser a primeira opção de quem quer fazer piquenique. Mas, nos últimos anos, o espaço tem sido ocupado pelo público para diferentes tipos de eventos, como apresentações musicais e intervenções artísticas, e não são poucas as pessoas que têm a ideia de fazer refeições por lá. Bancos e mesas ficam à disposição dos visitantes.
Av. Brig. Faria Lima, s/ nº, Jardim Paulistano, região oeste, s/ tel. Seg. a dom.: 24h.

ZONA SUL

Jardim Botânico 
Apesar de cobrar entrada de R$ 10, é boa opção para reunir a turma em um piquenique. Com menos pessoas que outros parques (e mais tranquilo), o lugar tem boa estrutura, com banheiros e bebedouros dispostos em pontos estratégicos, além de uma lanchonete. Dá para passear por toda a extensão do jardim, que conta com um orquidário e uma trilha que leva até a nascente do rio Ipiranga. Como ali tem muito verde (e muito mosquito), vale levar um repelente.
Av. Miguel Estefano, 3.031, Saúde, tel. 5067-6000. Ter. a dom.: 9h às 17h. Ingresso: R$ 10. Menores de 4, maiores de 60 anos e pessoas com deficiência: grátis.

 

Parque do Povo 
Um dos preferidos da vizinhança de prédios luxuosos que o cercam, o parque, inaugurado em 2008, possui pista para caminhada, ciclovia, quadras esportivas, aparelhos de ginástica e parquinho para as crianças. Bem cuidado, o gramado pode ser ocupado para fazer piqueniques –chegue cedo para garantir espaço na sombra– e por quem quiser tomar sol. Há bebedouros espalhados pela área.
Av. Henrique Chamma, 420, Chácara Itaim, região sul, tel. 3073-1217. Seg. a dom.: 6h às 22h. 

Parque Ibirapuera
Um dos mais movimentados parques da cidade, oferece boa infraestrutura para acomodar piqueniques. Dá para estender a toalha próximo aos lagos ou nos bosques que se formam ao redor, embaixo de uma das árvores. Há banheiros e bebedouros por toda a extensão do local. Se faltar algum item, as lanchonetes do local podem salvar. Mas, se prepare: elas costumam ficar lotadas.
Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, portão 3, parque Ibirapuera, região sul, tel. 5575-5045. Seg. a dom.: 5h às 24h.

Parque da Independência 

Apesar de uma das atrações principais, o museu do Ipiranga, estar fechada desde 2013 por falta de manutenção (a previsão é reabrir só em 2022), o local continua como ponto de encontro para as famílias nos fins de semana. O parque, ao contrário do prédio histórico, vai muito bem. Com grama aparada, jardim conservado e um belo chafariz, é boa opção para quem quer aproveitar os dias de calor no gramado fazendo piqueniques. É comum ver adultos e crianças andando de skate e de patins no espaço, que ainda atrai turistas em busca de um registro do Monumento à Independência.
Av. Nazaré, s/ nº, Ipiranga, região sul, tel. 2273-7250. Seg. a dom.: 5h às 20h.

ZONA LESTE

Parque do Carmo 
Conhecido pela festa das cerejeiras –que acontece em agosto e pinta o parque com o cor-de-rosa característico da árvore japonesa–, o local é boa opção para quem quer fazer piquenique. Bem cuidado, é banhado por um lago que o torna agradável para as atividades em família. Quem prefere fazer uma refeição mais elaborada conta com cerca de 50 churrasqueiras, embora algumas estejam quebradas.
Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951, Jardim Nossa Senhora do Carmo, região leste, tel. 2748-0010. Seg. a dom.: 5h30 às 20h. Estac. (grátis). 

Parque Ecológico da Vila Prudente 
Amplo e com trilha para caminhada, o parque tem gramado aparado, ideal para piqueniques. As árvores são poucas e estão espaçadas, o que pode ser um problema nos dias de sol forte. Mas o espaço livre facilita a prática de atividades físicas e permite que as crianças emendem a comilança com brincadeiras. A oferta de mesas para refeições é escassa, tornando o local uma boa opção para quem prefere piqueniques tradicionais, sobre a toalha. Entre as espécies de árvores presentes no local, estão ipês-amarelos, paineiras e eucaliptos.
R. João Pedro Lecor, s/ nº, Jardim Avelino, região leste, tel. 2910-8774. Seg. a dom.: 6h às 22h.

book-2468248_640

Parque Ecológico do Tietê 
O parque é espaçoso e conta com atividades para crianças e adultos, como pedalinho, parquinho e campo de futebol. Para garantir um espaço na sombra e no gramado, a fim de montar o piquenique, é preciso chegar cedo. As sombras são escassas, e o parque costuma ficar cheio, principalmente nos fins de semana. Se não encontrar espaço no gramado, outra opção é usar as mesas dispostas por todo o parque. Não deixe de dar uma passadinha no Museu do Tietê e conferir a história do rio, que um dia foi navegável.
R. Guirá-Acangatara, 70, km 17 da rod. Ayrton Senna, Jardim São Francisco, região leste, tel. 2958-1477. Seg. a dom.: 8h às 17h. Estac. (grátis).

Parque do Piqueri 

Localizado no Tatuapé, o parque é bem arborizado e conta com diferentes tipos de aves entre seus habitantes, como pica-paus e sabiás. São aproximadamente 90 espécies da fauna e 152 da flora –incluindo árvores ameaçadas de extinção, como a araucária–, que fazem do Piqueri um local agradável para piqueniques. Não é difícil achar sombra e grama aparada para sentar e relaxar. Trilha para corrida, equipamentos de ginástica, quadras e playground ainda compõem a infraestrutura do espaço.
R. Tuiuti, 515, Tatuapé, região leste, tel. 2097-2213. Seg. a dom.: 6h às 18h. 

ZONA NORTE E CENTRO

Parque Estadual da Cantareira – Núcleo Engordador 
Na região norte, o Parque Estadual da Cantareira conta com quatro núcleos: Engordador, Cabuçu, Águas Claras e Pedra Grande. Neles, é possível fazer caminhadas e apreciar a fauna e a flora nativas, além de cachoeiras. No Engordador, há uma área de parquinho para as crianças e outra de piquenique, com algumas mesas. Se nenhuma estiver disponível, não se preocupe, o gramado também é uma ótima opção.
R. do Horto, 1.799, núcleo Engordador, Horto Florestal, região norte, tel. 2203-0115. Sáb. e dom.: 8h às 15h. Ingr.: R$ 14. Menores de 12 e maiores de 60 anos: grátis.

 

Parque Buenos Aires 
Entre ruas movimentadas de Higienópolis, o parque é uma das primeiras opções de quem quer levar bichinhos para passear. Calçado em grande parte do terreno e rodeado de banquinhos de madeira, o local tem boa estrutura, com banheiro e bebedouro. O gramado baixo em um dos cantos do parque é ideal para montar um piquenique. Caso precise incrementar o banquete de última hora, há um supermercado a poucos metros dali.
Av. Angélica, 1.500, Consolação, região central, tel. 3666-8032. Seg. a dom.: 6h às 19h. 

Parque da Aclimação
Amplo e bem arborizado, tem bebedouros, banheiros e playground, e seria o espaço ideal para um piquenique em família não fosse o gramado alto que se acumulou em locais como as margens do lago. Se mesmo assim você decidir estender a toalha em algum dos lugares onde a grama está mais baixa, prepare-se para a companhia dos inúmeros gatinhos que moram dentro do parque. Há lanchonetes no entorno que podem quebrar um galho caso precise de mais comida.
R. Muniz de Sousa, 1.119, Aclimação, região central, tel. 3208-4042. Seg. a dom.: 6h às 20h.

Horto Florestal 

Criado em 1986, o Parque Estadual Alberto Löfgren, também conhecido como Horto Florestal, foi a primeira área de conservação do Estado de São Paulo. O local conta com 187 hectares de área total, com vegetação da mata atlântica preservada. Além da pista de corrida, das trilhas e dos campinhos de futebol, o parque tem uma área específica para piquenique, com mesas e gramado aparado. Se estiver pensando em levar seu bichinho para passear enquanto aproveita uma tarde por lá, pode esquecer: não é permitida a entrada de animais por ali.
R. do Horto, 931, Horto Florestal, região norte, tel. 2232-3117. Seg. a dom.: 6h às 18h. Estac. a partir de R$ 5 (portão 21).

(Fonte: Guia da Folha de S. Paulo)